terça-feira, 2 de junho de 2009

"Para Iemanjá"


in Rasif, mar que arrebenta.

[Marcelino Freire lê o conto/oração que abre o livro Rasif, mar que arrebenta, de 2008.]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea

Estudando os contistas pós-utopicos ou as novas formas
da Literatura Brasileira.

Seguidores